Conheça o USS Iowa: o maior navio de guerra de todos os tempos

Imagem

Este é o USS Iowa, o primeiro entre os maiores e mais poderosos navios de batalha (battleship class) já construídos. Pertencente aos Estados Unidos este “colosso” possui armas de calibres de 16 polegadas (406 milímetros) capazes de atirar projéteis nucleares, o único navio na história dos EUA a ter esta capacidade.

Olhar para estas nove armas atirando ao mesmo tempo pode ser considerada uma visão fascinante e terrível. Em uma situação de batalha isso não poderia ocorrer, já que o choque gerado pelo estouro dos projéteis em uma das armas atrapalharia a precisão de todas as demais. Por essa razão, o USS Iowa sempre atirava em uma rápida sucessão de cada um dos seus canhões, ou independentemente em diferentes direções e alvos.

Pode parecer simples, mas efetivamente não era. Este antigo filme mostra como estas poderosas armas operavam, e porque elas precisavam de uma tripulação de mais de setenta homens para funcionar direito.

 

 

Este vídeo foi criado durante a década de 50 para instruir os futuros soldados responsáveis pela manutenção destas gigantescas armas. Ele menciona os diferentes problemas que podem ser enfrentados pela tripulação em situações de combate e como efetivamente cada uma das armas funciona.

A morte do navio de guerra

Navios como o USS Iowa foram usados no campo de batalha do pacífico durante a Segunda Guerra Mundial, mas logo as forças armadas perceberam que os seus dias estavam contados. O porta-aviões, com seus caças e seus bombardeiros, se tornou a força hegemônica do mar e do ar a partir de 1945. Os Estado Unidos cancelou a produção de 2 dos 6 navios tipo Iowas antes do final da guerra, e apesar das novas tendências eles chegaram a planejar uma nau de guerra ainda maior: com 65 mil toneladas e 12 armas de 16 polegadas. Os planos para este navio gigantesco foram cancelados em 1943 pela marinha.

Depois da Segunda Guerra, os quatro navios de batalha construídos (USS Iowa, USS New Jersey, USS Missouri e USS Wisconsin) serviram ao exército dos EUA até a década de noventa, quando foram descomissionados.

Armas nucleares

Os navios de batalha do tipo de Iowa foram os únicos transportes marinhos capazes de atirar projéteis nucleares. Esta capacidade foi adicionada durante a década de 50 e por lá permaneceram até a aposentadoria destes formidáveis navios.

As “balas” eram chamadas de W23, uma adaptação da W19 desenvolvida especificamente para os canos destes navios, e possuíam um poder de destruição que variava entre 15 à 20 quilotons. Isto tornava o USS Iowa e seus irmãos as maiores e mais poderosas peças de artilharia do mundo.

fonte e notícia : tecmundo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s