Técnicas chinesas de colar nas provas deixariam até James Bond com inveja

Imagem

No último final de semana, estudantes chineses participaram de um dos maiores eventos das vidas deles. Trata-se do Gaokao, que poderia ser traduzido para algo parecido com “Exame Nacional de Entrada nas Universidades”. É com esse teste que os alunos do ensino médio chinês são classificados nacionalmente para que possam ingressar nas principais universidades do país.

Mas não são todos os chineses que vão conseguir ingressar no ensino superior. A grande maioria deles não tem espaço e alguns procuram burlar essa falta de oportunidades com técnicas bem curiosas. A cola deles ultrapassa as respostas anotadas na mão e vai muito além dos papeizinhos com dicas. Há técnicas de cola que deixariam até mesmo os maiores espiões do mundo com inveja.

Moeda “da sorte”

Mas nem sempre as tecnologias são suficientes, pois é preciso ter muita discrição para não ser pego. Todos os casos que você verá aqui envolvem pessoas sem muito dom para a espionagem — afinal de contas todos eles foram capturadas com a “mão na massa”. O primeiro caso envolve a pequena moedinha da foto abaixo.

Ela é utilizada para ativar câmeras de um óculos preparado para enviar imagens para alguém do lado de fora. Os policiais que descobriram o feito só não conseguem afirmam como o servidor externo é capaz de enviar as respostas para o portador do sistema.

Comunicação avançada

Outro caso descoberto pelos fiscais do Gaokao é o visto nas duas próximas fotos. Em uma carteira, os policiais descobriram a presença de um receptor de sinais de telefone, que ficava ainda conectado às axilas do portador.

O sistema ainda contava com uma câmera que ficava acoplada a uma garrafa de água que o mesmo estudante deixou sobre a mesa de prova.

Canetas de alta tecnologia

Em uma província chinesa, 40 estudantes suspeitos foram descobertos utilizando canetas de alta tecnologia para burlar as provas. Essas canetas eram capazes de escanear as perguntas, que eram então enviadas para fontes externas.

As respostas eram enviadas de volta aos estudantes por meio de pontos eletrônicos acoplados ao ouvido deles.

Uma blusa muito suspeita

Também durante uma verificação dos fiscais, um estudante foi pego utilizando uma blusa conectada a câmeras e celulares. Todo o sistema era responsável por enviar informações para um ambiente externo.

…..

O que você achou das técnicas usadas na China? Será que espiões de verdade pensariam em tecnologias similares? Antes de julgar os estudantes, é importante lembrar que a China é o país mais populoso do mundo e isso faz com que o número de concorrentes por vagas em boas universidades seja muito alto. O anseio por um lugar nessas escolas superiores pode fazer com que muitos acabem tomando medidas desesperadas.

 
 
fonte e notícia : tecmundo
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s