Brasil: casos de “sexting” cresceram mais de 100% em 2013

Brasil: casos de
 

Você já ouvir falar dos termos “nude selfie” e “sexting”? Eles fazem alusão ao compartilhamento de fotos íntimas em sites e também através de aplicativos feitos para smartphones. Esse tipo de atividade é extremamente danosa para a pessoa que aparece nas imagens, de modo que casos de suicídio já aconteceram.

O problema é que a ONG Safernet Brasil realizou uma pesquisa e constatou que o número de casos de “sexting” em solo brasileiro mas do que dobrou em 2013. Em 2012, a organização recebeu 48 pedidos de ajuda por conta de problemas variados com fotos íntimas, sendo que esse número subiu para 101 no ano anterior.

E deve piorar ainda mais…

A pesquisa “entendeu” como vítimas as pessoas que procurar a Helpline Brasil ou o Canal de Ajuda com o objetivo de tratar problemas por conta do compartilhamento indevido de imagens sensuais — ou seja: quando alguém divide uma foto íntima sem a permissão explícita de quem aparece naquele retrato.

Ainda segundo os dados da Safernet Brasil, 2014 deve conter ainda mais casos deste gênero, já que já foram contabilizados 21 atendimentos — e esse tipo de situação acontece no país inteiro. De acordo com a psicóloga Juliane Cunha, o envio de selfies com nudez acontece pelo simples fato de que pessoas jovens encontraram em smartphones um novo modo de expressar a sua  sexualidade, resultando em um jogo sexual.

Mais alguns números

Apesar de casos de compartilhamento indevido de fotografias acontecerem em todo o país, São Paulo é o estado com a maio concentração de vítimas. De janeiro de 2012 até fevereiro de 2014, 20 atendimentos foram deito na região. Em seguida há Bahia (11 casos) e, em terceiro lugar, Rio de Janeiro (6 casos).

O perfil de pessoas prejudicadas com o “sexting” são garotas de 13 até 15 anos, sendo que o maior problema disso tudo é que não há como controlar o compartilhamento de conteúdo íntimo. Por conta disso, a Safernet começa com uma campanha de conscientização neste semana, com o objetivo de impedir a disseminação de conteúdo sexual em que apareçam crianças, adolescentes e jovens.

 

É, é crime sim!

Caso você esteja se perguntando, saiba que o compartilhamento de fotografias ou vídeos com conteúdo sexual de maneira indevida é crime, se enquadrando como injúria ou difamação. Além disso, conteúdo com crianças a adolescentes também ferem o Estatuto da Criança e do Adolescente, o que pode gerar até 6 anos de prisão. Portanto, tome cuidado com o que você passar para os seus amigos!

fonte e notícia : tecmundo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s