Uma em cada dez pessoas pensa que HTML é uma doença

Uma em cada dez pessoas pensa que HTML é uma doença Você acredita que alguém poderia morrer de HTML? Pois saiba que uma em cada dez pessoas acredita que a sigla para Hyper Text Markup Language se refere a uma doença sexualmente transmissível.

O estudo, que resultou em respostas curiosas, foi conduzido pela Vouchercloud, uma empresa de cupons de descontos dos EUA, que queria saber o quanto seus clientes conheciam de informática. No total, 2.392 pessoas, homens e mulheres, com idades de 18 anos ou mais, responderam a pesquisa.

Outras constatações publicadas pela companhia em seu relatório final foram as seguintes:

  • 27% dos entrevistados acreditam que gigabyte é um inseto encontrado na África do Sul;
  • 42% dos entrevistados acreditam que “motherboard” é o deque de um navio;
  • 23% dos entrevistados acreditam que MP3 é um robô da saga Star Wars;
  • 18% dos entrevistados acreditam que Blu-ray é o nome de um animal marinho;
  • 77% dos entrevistados não sabem o significado da sigla SEO (Search Engine Optimization);
  • 15% dos entrevistados acreditam que “software” é uma palavra que se refere a roupas confortáveis (em inglês, a expressão “roupas confortáveis” poderia ser escrita como “soft wear”);
  • 12% dos entrevistados acreditam que USB é a abreviação do nome de um país europeu.

Significado: 

HTML (abreviação para a expressão inglesa HyperText Markup Language, que significa Linguagem de Marcação de Hipertexto) é umalinguagem de marcação utilizada para produzir páginas na Web. Documentos HTML podem ser interpretados por navegadores. A tecnologiaé fruto da junção entre os padrões HyTime e SGML.

HyTime é um padrão para a representação estruturada de hipermídia e conteúdo baseado em tempo. Um documento é visto como um conjunto de eventos concorrentes dependentes de tempo (como áudio, vídeo, etc.), conectados por hiperligações. O padrão é independente de outros padrões de processamento de texto em geral.

SGML é um padrão de formatação de textos. Não foi desenvolvido para hipertexto, mas tornou-se conveniente para transformar documentos em hiper-objetos e para descrever as ligações.

fonte e noticia: tecmundo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s