Malware Windigo age por email e já infectou mais de 500 mil computadores

Malware Windigo age por email e já infectou mais de 500 mil computadores

Em parceria com outras companhias de segurança, o laboratório da ESET descobriu uma operação hacker que tomou o controle de mais de 25 mil servidores Linux e Unix em todo o mundo, infectando mais de 500 mil equipamentos de diferentes sistemas operacionais.

O ataque, conhecido por “operação Windigo”, infecta servidores enviando milhões de emails em forma de spam. O malware é produzido por componentes que sequestram servidores, infectam equipamentos que acessam os bancos de dados vitimados e roubam informações dessas máquinas.

Até 35 milhões de mensagens de spam podem ser enviadas por dia, infectando até 500 mil PCs com esses emails. A América Latina foi um dos alvos: ao todo, na região, foram 1,6 mil servidores atacados, sendo que 900 deles estão no Brasil. Como 60% dos sites do mundo rodam em servidores Linux, o espalhamento da ameaça foi considerado preocupante.

Os sites afetados por Windigo buscam infectar computadores com Windows por uma sequência de comandos. Donos de Mac recebem anúncios de sites de namoro e os usuários iOS são redirecionados para conteúdo pornográfico.

A ESET preparou um documento com os resultados de pesquisa e análise de malware. Você pode acessá-lo por este link.

fonte e notícia : tecmundo

Anúncios

Windows XP ainda está presente em mais de 10% dos computadores do Brasil

Windows XP ainda está presente em mais de 10% dos computadores do Brasil

Em 2001, o primeiro filme da série “Harry Potter” estreava no cinema, a História era marcada com a queda do World Trade Center, o mundo respirava aliviado por não ter sofrido o Bug do Milênio e ocorria o lançamento um dos SO mais bem-sucedidos da Microsoft, o Windows XP.

13 anos depois, após coexistir ao lado de outros inúmeros eventos históricos importantes e ser sucedido por três versões cheias de recursos superiores, o sistema operacional ainda não foi completamente abandonado. Segundo a empresa de segurança Kaspersky, nos últimos 30 dias, 10,88% dos computadores do Brasil ainda estavam rodando o software.

Preocupantemente desprotegido

Ainda que pareça poético ver a história de fidelidade e carinho dos usuários, esses números não representam algo bom. Em duas semanas, a Microsoft vai encerrar oficialmente o suporte ao Windows XP, de forma que ele não receba mais atualizações. Isso implicará em uma situação de vulnerabilidade envolvendo os PCs que ainda não aderiram às versões mais recentes da ferramenta.

“Os cibercriminosos poderão explorar sem obstáculos qualquer vulnerabilidade no Windows XP ou componentes, e o sistema operacional não terá nenhum patch oficial para detê-los”, disse Dmitry Bestuzhev, diretor da Kaspersky Lab, em nota.

Segundo a pesquisa, desses quase 11%, são 8,47% os que usam o Service Pack 2, ou seja, já têm seu SO desatualizado e desprotegido. O único país no mundo que bate a porcentagem brasileira é a Argentina, que têm 14,32% de seus computadores ainda usando o sistema. A Microsoft diz que usuários do Windows XP se infectam três vezes mais do que usuários do Vista ou 7 e dez vezes mais do que usuários do Windows 8, devido aos seus mecanismos de segurança, que já se encontram bastante obsoletos.

Possuindo ainda o XP, como proceder? 

se você não vai poder dar um upgrade em seu sistema operacional por enquanto, sugerimos que siga nossas dicas para não deixar sua máquina tão exposta a ataques. O importante é estar atento, pois a Microsoft aposentará a ferramenta no dia 8 de abril. 

 

 

fonte e notícia : tecmundo

Sony lança no Brasil o ultrabook tablet mais fino do mundo

A Sony anunciou o lançamento no Brasil do Ultrabook Tablet mais fino do mundo, o Tap 11. Seu conceito 2 em 1 possibilita que o modelo seja utilizado tanto como Ultrabook quanto Tablet, com o teclado WiFi e caneta digital.

O computador conta com o sistema operacional Windows 8.1 e processador Intel Core i5 de 4ª geração. O design do Tap 11 apresenta espessura de 0,99 cm e 1,1 kg.

A tela de 11 polegadas é Full HD multi touch, anti-risco e anti-mancha, indicada para navegar com os dedos ou então com a caneta digital que acompanha o produto. No modo Ultrabook, em que o usuário simplesmente puxa uma haste localizada na parte de trás do aparelho e o coloca sobre uma superfície, o teclado com acoplamento magnético e conexão WiFi o complementa sem problemas.

Um dos diferenciais deste modelo é que o teclado se acopla magneticamente à tela, carregando-se instantaneamente, sendo que uma carga completa dura até 30 dias em uso.

O Ultrabook Tablet conta com leitor de cartão SD para transferir fotos rapidamente; placa USB 3.0 para conectar outros aparelhos; USB Charger para carregar smartphone; saída Micro HDMI para assistir filmes, séries ou mesmo trabalhar em TVs ou projetores e câmera traseira de 8 MP e frontal de 0.9 MP.

Aplicativos para a caneta digital

O Tap 11 possui aplicativos exclusivos Sony como Vaio Scan, VAIO Clip, VAIO Paper e Art Rage Studio para capturar, editar e organizar imagens e proporcionar a melhor experiência com a caneta digital que acompanha o produto.

Este acessório serve para escrever, copiar e editar imagens, interagir com apresentações, aplicativos e muitos outros recursos. O modelo possui também tecnologia NFC (Near Field Communication) que permite transferir contatos da agenda, endereços de internet e música do smartphone para o Ultrabook e vice-versa. O infravermelho ainda transforma o produto em um controle remoto para TVs.

veja mais fotos abaixo:

Imagem

 

Imagem

Imagem

Imagem
 
 

 

fonte e notícia : tecmundo

 

Gerenciador de lan house Timer Café agora é grátis e tem conversor de dados

Gerenciador de lan house Timer Café agora é grátis e tem conversor de dados

As lan houses fazem parte do passado e da infância de muitos brasileiros – e esses estabelecimentos ainda existem em boa quantidade, atualmente passando por um período de transformação. Com mudanças previstas para os negócios em si, o mesmo acontece com os programas que ajudam a gerenciar esse tipo de empreendimento.

É o caso da F.A.D. Softwares, responsável pelo Timer Café Lan House Manager, programa que já ganhou prêmios na área e foi considerado pelo comitê CGI.BR o gerenciador mais usado no país.

O programa começou pago e, hoje, oferece uma versão grátis para download e uso, cabendo ao gerente a escolha entre manter o programa sem custos ou comprar ou alugar a licença para retirar a publicidade. Você pode baixar a versão gratuita por este endereço.

Gerenciador de lan house Timer Café agora é grátis e tem conversor de dados

Além da tradição (o serviço existe desde 2001 e é atualizado no Baixaki desde então), o Timer Café oferece os seguintes diferenciais:

  • Flexibilidade de configuração e adaptação a diversos tipos de lan house;
  • Segurança no acesso a computadores e redução de custos com manutenção;
  • Recursos voltados à educação, como centros de ensino à distância;
  • Organização de dados, gráficos e relatórios;
  • Servidor de arquivos, VNC integrado e interface intuitiva.

Quem está insatisfeito com o programa atual de gerenciamento de lan houses ainda pode usar uma ferramenta do Timer Café para passar para os serviços da empresa sem dor de cabeça: o programa é capaz de converter automaticamente a base de dados de outros gerenciadores, facilitando a migração de sistema. Caso isso não seja possível, basta entrar em contato com a equipe da F.A.D. Software por aqui para solicitar a conversão manual.

fonte e notícia : tecmundo

Steve Jobs já brigava com a Google muito antes de iPhone e Android

Steve Jobs já brigava com a Google muito antes de iPhone e Android

A rivalidade e a “guerra termonuclear” declarada da Apple contra a Google já existiam muito antes das duas empresas concorrerem no mercado de sistemas operacionais móveis, com o iOS e o Android, respectivamente.

É isso que mostra a mensagem acima, um email vazado entre o cofundador da Apple, Steve Jobs, o cofundador da Google, Sergey Brin, o atual diretor, Eric Schmidt, e outros funcionários. Pelo que o texto deixa a entender, há uma política de que uma das empresas não pode contratar funcionários que trabalham para a rival, já que isso significa a exposição de planos e o desfalque proposital da concorrente na hora de construir um produto na mesma área.

Steve Jobs já brigava com a Google muito antes de iPhone e Android

“Isso significa guerra”

“Hoje eu recebi uma ligação do Steve Jobs e ele estava bastante agitado. Era sobre nós recrutarmos gente da equipe do Safari. Ele tinha certeza de que nós estávamos trabalhando em um navegador e tentando pegar gente do time do Safari. Fez várias ameaças também (…)”, diz uma das primeiras mensagens.

No email, Brin conta que disse a Jobs que não iria lançar um navegador para o mesmo mercado do Safari, mas que “não mencionou” que eles poderiam lançar uma versão melhorada do produto da Mozilla – que viria a ser o Google Chrome, atual líder na área de browsers.

Steve Jobs já brigava com a Google muito antes de iPhone e Android

Na segunda mensagem, fica claro que a Google realmente tentou contratar um funcionário do Safari, mas tentou manter tudo por debaixo dos panos. “Recebi outra ligação raivosa de Jobs hoje. Não acho que devemos deixar isso determinar nossa estratégia de contratação, mas achei que você [Schmidt] deveria saber. Basicamente, ele disse ‘se você contratar uma dessas pessoas, isso significa guerra’. Falei que não poderia prometer nada, mas ia discutir isso com a equipe de executivos. (…) Um meio-termo seria continuar com a oferta que fizemos para (nome removido), mas não fazer outras até ganharmos permissão da Apple”, escreve.

Os emails são datados de 2005. Dois anos depois, saiu a primeira versão do iPhone. Já o primeiro Android é de 2008, ano em que a tal guerra começaria a ficar mais perigosa.

fonte e notícia : tecmundo

Panasonic apresenta câmera de ação capaz de gravar vídeos em 4K

 

GoPro que se cuide: em um comunicado enviado hoje (24) à imprensa internacional especializada, a Panasonic anunciou oficialmente a HX-A500, câmera de ação “vestível” capaz de gravar vídeos em resolução 4K e 25 fps. Trata-se de um aparelho voltado para quem gosta de filmar sua própria performance durante a prática de esportes radicais, sem ter que se preocupar com danos causados por água, poeira e impactos.

O diferencial do modelo fica por conta de seu design, que separa a lente (que pode ser fixada inclusive na cabeça do usuário com a ajuda de um acessório incluso) dos botões de comando (concentrados em um pequeno pad que pode ser acoplado no seu braço com a ajuda de uma braçadeira especial, também inclusa). Tal pad também possui uma tela LCD de 1,5 polegadas que serve como display para você navegar pelos menus e acompanhar o vídeo que está sendo gravado.

A HX-A500 é capaz de “sobreviver” debaixo d’água por até 30 minutos, pesa cerca de 150g (119g no pad e 31g na lente), é dotada de conexão NFC (além do clássico WiFi) e possui suporte para realizar transmissões em tempo real via Ustream. O novo aparelho deve chegar às lojas europeias no mês de maio custando £ 379,99 (cerca de US$ 620 ou R$ 1.450,00 sem adição de impostos).

fonte e notícia : tecmundo

Câmera usada em viagem à Lua é leiloada por US$ 910 mil

Câmera usada em viagem à Lua é leiloada por US$ 910 mil

Muita gente não acredita que o homem realmente foi à Lua, mas isso não impede que objetos utilizados durante as missões espaciais sejam extremamente valiosos. Uma das câmeras Hasselblad 500 usadas durante a missão da Apollo 15, que aconteceu em 1971, acaba de ser leiloada por cerca de US$ 910 mil (ou R$ 2,11 milhões).

O vencedor da disputa foi um japonês dono da cadeia de lojas Yodobasi Camera, Terukazu Fujisawa. E olha que essa nem é a primeira máquina fotográfica que foi à Lua: na missão da Apollo 11, Neil Armstrong levou uma Hasselblad 500 com ele, mas deixou o aparelho por lá e levou apenas o filme, já que ele era muito pesado e volumoso (a prioridade era voltar em segurança e coletar o máximo possível de minerais lunares). O valor do lance foi surpreendente: o preço estimado para o leilão era de cerca de US$ 760 mil.

De todas as expedições tripuladas à Lua, essa foi a única câmera que retornou inteira à Terra. Composta pelos astronautas David Scott, Alfred Worden e James Irwin, a Apollo 15 foi a primeira missão com fins científicos ao local, além de estrear o uso de um jipe lunar.

fonte e notícia : tecmundo