A nova onda: monitores coreanos de altíssima definição

A nova onda: monitores coreanos de altíssima definição

 Você pode até não dar muita importância para ele, mas o monitor tem grande participação na experiência de uso do computador — principalmente para quem gosta de jogar, editar imagens ou vídeos e assistir a filmes. Afinal, ele é o responsável por reproduzir tudo aquilo que o PC está executando.

Por isso, um monitor com alta definição de imagem, elevada taxa de atualização e de contraste, baixo tempo de resposta, um bom ângulo de visão, a proporção e o tamanho adequados e a maior variedade possível de conexões é primordial para que você obtenha a máxima qualidade visual enquanto estiver na frente do computador.

Até aí, tudo bem, pois isso não é segredo para ninguém. A questão é: vou ter que desembolsar muito dinheiro para comprar um monitor desses? Não necessariamente. Algumas marcas coreanas menos famosas têm disponibilizado monitores de boa qualidade por preços mais acessíveis — pelo menos nos países com cargas tributárias não tão elevadas quanto as nossas.

A “onda” do momento entre esses dispositivos mais em conta é o oferecimento de displays com altíssima definição, como a 2560×1440 pixels. Chegou a hora de você conhecer algumas das marcas que podem proporcionar um bom custo-benefício para a sua rotina com o PC.

Barato nem sempre significa ruim

Uma das preocupações comuns sempre que recebemos uma oferta de algo mais barato do que estamos acostumados a ver é se esse produto é qualificado. Embora muitas coisas vendidas a “preço de banana” realmente deixem a desejar quanto à sua durabilidade, por exemplo, baixo custo não pode ser encarado como sinônimo de péssima qualidade.

A nova onda: monitores coreanos de altíssima definição

Obviamente, geralmente esses equipamentos mais baratos possuem menos recursos ou detalhes menos sofisticados. No caso dos monitores, os modelos coreanos que têm ganhado espaço no mercado possuem menor variedade de conexões, uma aparência mais modesta, não contam com alto-falantes incorporados e não possuem vidros reforçados para a proteção do display.

Contudo, eles utilizam painéis de LCD ou LED (inclusive dotados da tecnologia IPS) produzidos por fabricantes especializadas e renomadas, como a LG. Assim, a qualidade de imagem pode ser a mesma vista em aparelhos mais “requintados”.

Conhecendo um novo mercado

Como você deve imaginar, existe uma infinidade de marcas de equipamentos eletrônicos no oriente. Entre elas, as que têm ganhado maior notoriedade nesse disputado mercado e que têm recebido menor quantidade de reclamações são a Achieva, a Yamakasi, a CrossOver, a Davi e a PCBank. Para elucidar melhor tudo o que abordamos até aqui, selecionamos um modelo de cada uma dessas empresas com especificações parecidas.

Achieva Shimian QH2700-IPSMS

A nova onda: monitores coreanos de altíssima definição

  • Tamanho: 27 polegadas;
  • Tecnologia: IPS LCD com iluminação de LED;
  • Resolução máxima: 2560×1440 pixels;
  • Taxa de contraste: 1.000:1;
  • Brilho: 440 cd/m2;
  • Tempo de resposta: 6,5 ms;
  • Taxa de atualização: 60 Hz;
  • Ângulo de visão: 178°;
  • Proporção: 16:9;
  • Conexões: DVI-D (Dual Link), HDMI, VGA e áudio (saída e entrada);
  • Alto-falante: 10 W;
  • Consumo de energia: 70 W.

Entre os modelos selecionados, talvez este seja o mais “completo”, pois possui maior variedade de conexões e nível de brilho, além de contar com alto-falantes embutidos. Ele pode ser encontrado na internet por preços que giram em torno dos US$ 500 (R$ 1.120).

Yamakasi Catleap Q270 SE

A nova onda: monitores coreanos de altíssima definição

  • Tamanho: 27 polegadas;
  • Tecnologia: IPS LCD com iluminação de LED;
  • Resolução máxima: 2560×1440 pixels;
  • Taxa de contraste: 1.000:1;
  • Brilho: 380 cd/m2;
  • Tempo de resposta: 6 ms;
  • Taxa de atualização: 120 Hz;
  • Ângulo de visão: 178°;
  • Proporção: 16:9;
  • Conexões: DVI-D (Dual Link);
  • Alto-falante: não possui;
  • Consumo de energia: 63 W;

Este aparelho oferece como diferencial a possibilidade de sofrer um overclock, aumentando a frequência da sua taxa de atualização para até 120 Hz, embora o seu padrão seja o mesmo dos demais monitores listados aqui, ou seja, 60 Hz. O Q270 SE é vendido em lojas virtuais por valores próximos a US$ 450 (R$ 1 mil).

CrossOver 27Q LED

A nova onda: monitores coreanos de altíssima definição

  • Tamanho: 27 polegadas;
  • Tecnologia: IPS LCD com iluminação de LED;
  • Resolução máxima: 2560×1440 pixels;
  • Cores: 16,7 milhões;
  • Taxa de contraste: 1.000:1;
  • Brilho: 380 cd/m2;
  • Tempo de resposta: 6 ms;
  • Taxa de atualização: 60 Hz;
  • Ângulo de visão: 178°;
  • Proporção: 16:9;
  • Conexões: DVI-D (Dual Link);
  • Alto-falante: não possui;
  • Consumo de energia: 65 W.

Se por um lado o CrossOver 27Q LED não possui uma característica que dê a ele vantagens em relação aos seus concorrentes, este monitor coreano é um dos mais baratos com essa configuração: US$ 400 (R$ 895).

Davi D279SV-VGQ2

A nova onda: monitores coreanos de altíssima definição

  • Tamanho: 27 polegadas;
  • Tecnologia: IPS LCD com iluminação de LED;
  • Resolução máxima: 2560×1440 pixels;
  • Cores: 16,7 milhões;
  • Taxa de contraste: 1.000:1;
  • Brilho: 350 cd/m2;
  • Tempo de resposta: 6 ms;
  • Taxa de atualização: 60 Hz;
  • Ângulo de visão: 178°;
  • Proporção: 16:9;
  • Conexões: DVI-D (Dual Link);
  • Alto-falante: não possui.

Assim como o produto da CrossOver, este aparelho não tem nenhuma especificação que o distinga dos outros modelos que selecionamos. Bem como o 27Q LED, ele também pode ser encontrado por preços que ficam em torno de US$ 400 (R$ 895).

PCBank 3View PB2700

A nova onda: monitores coreanos de altíssima definição

  • Tamanho: 27 polegadas;
  • Tecnologia: IPS LCD com iluminação de LED;
  • Resolução máxima: 2560×1440 pixels;
  • Taxa de contraste: 1.000:1;
  • Brilho: 350 cd/m2;
  • Tempo de resposta: 6 ms;
  • Taxa de atualização: 60 Hz;
  • Ângulo de visão: 178°;
  • Proporção: 16:9;
  • Conexões: DVI-D (Dual Link) e áudio (entrada e saída);
  • Alto-falante: não possui;
  • Consumo de energia: 55 W.

O modelo da PCBank se difere dos demais quando o assunto é consumo de energia. Apesar de a diferença não ser tão grande, em longo prazo ela pode até fazer uma diferença no dinheiro gasto com as contas de luz. Além disso, há relatos de que ele pode ser adquirido por até US$ 350 (R$ 780), embora não tenhamos encontrado nenhuma oferta nesse valor.

O mundo em alta definição

De maneira geral, os comentários daqueles que compraram esses monitores são positivos. Os aparelhos em perfeito estado de funcionamento apresentam uma qualidade de imagem quase impecável, com cores fortes e vivas, ótima iluminação e uma resolução que dispensa qualquer observação. Com isso, é possível perceber texturas de elementos visuais em vídeos e jogos que não seriam percebidas em displays mais simples.

A nova onda: monitores coreanos de altíssima definição

Claro que alguns pontos negativos foram levantados pelos donos de algumas unidades, incluindo o alto índice de reflexão da luz incidente na tela, o visual menos elegante, acabamento mais “grosseiro” em detalhes da carcaça, presença de pequenos backlight bleed (quando um dos LEDs de iluminação pode ser visto, o que geralmente acontece nas bordas do display), entre outras características mais relacionadas com a sua estrutura física.

É válido ressaltar, mais uma vez, que essas experiências e percepções de qualidade são de pessoas que adquiriram esses monitores e publicaram as suas opiniões em fóruns e sites especializados em hardware. Infelizmente, nós ainda não tivemos a oportunidade de analisar nenhum deles para passar a vocês as nossas impressões.

E por aqui? Quanto custa?

Como salientamos acima, é possível comprar monitores com resolução de 2560×1440 pixels e tecnologia IPS entre US$ 350 e US$ 500, o equivalente a R$ 780 e R$ 1.120 — obviamente sem o cálculo de impostos e possíveis taxas de importação. Mas e quanto custa um monitor semelhante no Brasil?

A nova onda: monitores coreanos de altíssima definição

Alguns dos modelos parecidos são:

Caso você tenha se interessado por algum desses modelos, é bom ir com calma. Isso porque esses aparelhos não são muito fáceis de serem encontrados em lojas brasileiras. Nós achamos ofertas deles apenas em e-commerces internacionais, como o eBay. Assim, é quase inevitável que você precise realizar uma importação para ter um deles na sua mesa.

Além disso, é muito importante que você tenha em mente que, ao adquirir um produto desses, provavelmente, não contará com o suporte técnico das fabricantes — já que, em teoria, elas não atuam em nosso mercado.

Dicas de leitura

A nova onda: monitores coreanos de altíssima definição

Você tem dúvidas do que levar em conta na hora de comprar um monitor para acompanhar o seu computador? Desconhece as diferentes tecnologias envolvidas nesse tipo de equipamento? Não sabe como importar um produto ou quanto de imposto e taxas precisará pagar?

fonte: tecmundo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s